46 - Castro do Zambujal

Município do Zambujal

Como chegar: 39° 4'28.99"N  9°17'9.46"W

Aqui viveram antepassados torreenses, há mais de 5.000 anos

 

GEOLOGIA

A Oeste da cidade de Torres Vedras existem algumas colinas sobranceiras ao Rio Sizandro. Numa dessas elevações, encontra-se o antigo povoado do Zambujal (do 3º milénio a.C). Este povoado situa-se no extremo sudoeste de um relevo de calcários duros e compactos, usados como blocos para a edificação do “castro” amuralhado com funções defensivas. Este esporão rochoso constitui um lugar natural de defesa, dominando os vales adjacentes que do alto podem ser avistados e controlados.

A proximidade do vale aluvial do Rio Sizandro e a sua provável navegabilidade nessa altura, terão sido também factores cruciais para a localização deste importante castro.

Outro recurso geológico importante na região foi o abundante sílex, que era usado para o fabrico de diferentes ferramentas. Este material pode ser encontrado nas proximidades de Matacães e também presente nos terraços do Sizandro, ali mais próximo.



BIOLOGIA

A vegetação deste local é essencialmente arbustiva, adaptada a solos pedregosos e calcários. Nas encostas predomina o carrasco (Quercus coccifera) autóctone e alguns pinheiros resistentes ao vento. Existem também algumas plantas rasteiras mediterrânicas, como a Lentisqueira (Pistacia lentiscus), a Gilbardeira (Ruscus aculeatus), a Sálvia (Salvia officinalis) e os Oregãos (Origanum vulgare), ou pequenas flores como as Margaridas (Bellis perennis) ou os Maios (Iris xiphium var. xiphium).

 

CULTURA

Este castro data do 3º milénio a.C., do início da Idade do Cobre (Calcolítico). Descoberto por Leonel Trindade em 1932, foram realizadas várias campanhas de escavação que justificam a sua classificação como Monumento Nacional. A maioria do espólio arqueológico encontrado pode ser visto no Museu Municipal de Torres Vedras.

Este edificado faz parte de um conjunto de fortificações similares na Estremadura. Crê-se ter sido o mais importante centro de fundição e comércio de minério da região. Os seus construtores pertenciam a uma importante comunidade que vivia da agricultura e pastorícia, nos campos férteis em seu redor. 

 

Outros locais de interesse.